fbpx

Morar fora do país é o sonho de muitos brasileiros, principalmente em cenários de crise política e econômica. O Canadá integra a lista de países mais procurados por imigrantes. De acordo com o Blog Via Carreira, o destino está no topo do ranking. 

A cobiça pelo país não é à toa. O Canadá adota uma política externa de incentivo à imigração, diferentemente dos Estados Unidos. A população envelhecida do país e a necessidade de movimentar a economia fazem com que os governantes canadenses vejam com bons olhos a vinda de profissionais, principalmente os mais jovens. 

Demanda por profissionais qualificados é alta

Áreas como engenharia, tecnologia da informação e saúde são as mais demandadas. Em janeiro de 2019, uma matéria veiculada pela revista Exame mostra que o país espera receber 1 milhão de imigrantes nos próximos três anos. Somente em 2017, foram 280 mil vistos para residentes permanentes. Esse número deve chegar à casa dos 350 mil ainda em 2019. 

Os dados do Statistcs Canada revelam ainda que, em 2016, 1.358 brasileiros se tornaram residentes permanentes no país. Mas afinal, será que você tem o perfil ideal para fazer as malas e ir embora para o Canadá

Vamos descobrir quais são as características necessárias:

  • Bom nível educacional: o país procura imigrantes com sólida formação educacional e com experiência na área de atuação, de preferência. No entanto, o profissional precisa validar o diploma brasileiro no Canadá. Algumas vantagens colocam-no à frente da lista de espera. Por exemplo: se ele tiver uma oferta de emprego no país ou se já trabalhou lá, fica mais fácil conseguir o visto. 
  • Jovens de até 35 anos: se você se encaixa nesta faixa etária, as chances são maiores, porque o país procura mão de obra especializada, composta por pessoas saudáveis e que possam contribuir tributariamente. Ou seja, é preciso ter boa saúde e estar disposto a trabalhar. 

Conforme explica o especialista em imigração canadense, Otávio Gouveia, a faixa etária perfeita vai até 29 anos. É interessante que o profissional tenha, no mínimo, seis anos de experiência, se possível uma pós-graduação e, de preferência, o inglês avançado. Se o candidato for mais jovem e tiver bastante experiência, é um diferencial. 

Se você não se encaixa no perfil acima, também há outras possibilidades

Os candidatos a imigrantes precisam passar pelo Express Entry, principalmente aqueles que não possuem vagas de emprego previstas. Neste caso, ele entra na seleção e vai pontuar com outros candidatos, em relação a nível de escolaridade, proficiência linguística, idade e tempo de experiência. 

Uma alternativa também é ir estudar no Canadá, por um período geralmente mais curto, por exemplo. Dependendo do curso que escolher, o candidato pode trabalhar nas horas vagas. É possível escolher tanto um curso de inglês ou francês. Caso seja necessário, dá para optar, ainda, por uma faculdade (college). 

É importante salientar que a comprovação do inglês ou do francês é primordial para conseguir a residência permanente no país. Então, se a sua intenção é morar lá, comece hoje mesmo a se preparar. Pode ser que você já tenha contato com o inglês, mas com relação à língua francesa? Saiba que fazer a prova de francês no processo de imigração conta pontos extras e certamente será um diferencial para ser escolhido! É hora de dar o primeiro passo. Cadastre-se e participe de uma aula-degustação em francês, no conforto da sua casa.

Agende uma Aula-degustação